Análise do jogo Rise of the Tomb Raider


Lara Croft está de volta para sua segunda aventura após o bem sucedido reboot que a série sofreu em 2013. Na sua nova jornada, a arqueóloga percorrerá ambientes gelados na Sibéria, áreas secas na Síria e florestas cheias de animais selvagens. Após os acontecimentos na ilha Yamatai, Lara agora está mais madura e pronta para enfrentar novos desafios.

Retomando um trabalho iniciado por seu pai quando Lara ainda era apenas uma criança, a nova expedição tem como meta encontrar a localização da Fonte Divina, um artefato sagrado que promete conceder a imortalidade. Logicamente ela não está sozinha nessa aventura: uma organização secreta, chamada Trindade, monitora os passos de Lara e tentará chegar ao segredo antes dela.

Em Rise of the Tomb Raider você será levado a explorar cenários incríveis e cheios de mistérios. Para aumentar ainda mais a aventura, a Crystal Dynamics, desenvolvedora do game, deu uma atenção especial tumbas ocupacionais, um dos maiores pedidos feitos pelos fãs da série. As tumbas não são obrigatórias para a finalização do game, mas a sensação de completar os seus quebra-cabeças é muito boa.

O game segue com um padrão de gameplay muito fluido e intuitivo. Novas mecânicas foram implementadas, abrindo um leque muito grande para o jogador escolher como completará determinado objetivo. Durante as missões você pode assumir duas posturas: chegar agressivamente e chamar a atenção dos inimigos ou ir furtivamente e surpreende-los.

De certa forma o game estimula o jogador a realizar eliminações furtivas, já que elas rendem mais pontos. Esses pontos são utilizados para desbloquear habilidades, que são distribuídas em três categorias: combatente, caçadora e sobrevivente. Essas habilidades certamente facilitarão a sua expedição em busca da Fonte Divina.

Explorar os cenários é algo necessário em Rise of the Tomb Raider, uma vez que você precisará de materiais para a construção e evolução de suas armas e munições. Seguindo o espírito de sobrevivência, matar animais tem um propósito maior: conseguir recursos para melhorar os equipamentos de Lara. Nos mapas também existem moedas escondidas que servem para o jogador comprar os itens disponíveis em uma loja localizada em uma das regiões do game.

O game está totalmente em português, com destaque para a dublagem brasileira, que ficou muito boa. Após o seu lançamento, algumas DLCs foram disponibilizadas para incrementar ainda mais o título; dentre elas eu destaco duas que valem a pena serem conferidas: Baba Yaga: O Templo da Bruxa e Laços de Sangue.

Baba Yaga conta a lenda de uma bruxa russa que teria poderes especiais: sua missão logicamente é desvendar este mistério e derrotar a bruxa; aqui o jogador encontrará uma experiência totalmente diferente daquela vista na campanha do game. Já em Laços de Sangue, você é levado para a mansão Croft, que está cheia de segredos sobre o passado de Lara Croft. Pela sua importância na narrativa da "nova" Lara, esse último pacote já deveria estar incluído no jogo desde o seu lançamento.

Rise of the Tomb Raider foi lançado em 2015 para Xbox 360 e Xbox One, em 2016 o game chegou ao PC e ao PlayStation 4. A análise foi feita com base na versão do Xbox One.


Considerações finais
Rise of the Tomb Raider é uma excelente sequência para o reboot lançado em 2013. A história, como o esperado, é cheia de mistérios e reviravoltas, o que é ótimo se levarmos em conta que se trata de um game de aventura. Além das dificuldades geradas pela própria natureza, Lara também terá que lidar com a organização secreta Trindade, que também está atrás do mistério da imortalidade. A jogabilidade do game segue o padrão do primeiro jogo, com a incrementação de novas mecânicas. Visualmente o game é muito bonito, apresentado cenários deslumbrantes. Se você gosta de exploração, Rise of the Tomb Raider é um prato cheio, com inúmeros segredos para desvendar e vários desafios para completar.

Apesar de não contar com um modo online, o game possui ótimas expansões, com destaque especial para Laços de Sangue, que revela muitos detalhes da história de Lara. Se tiver a oportunidade, recomendo que compre a versão 20 Year Celebration, que traz todo o conteúdo do game. Se você já possui o game em sua biblioteca, vale pena dar uma conferida nas expansões citadas anteriormente, comprando-as separadamente ou adquirindo o season pass.

Nota
★★★★★ - 5

Nenhum comentário

Encontrou algum erro na postagem acima? Comunique-nos deixando um comentário. A equipe do Porta E7 agradece.

Tecnologia do Blogger.